PREACHER – ASSOCIAÇÃO SE MOBILIZA PARA BOICOTAR A SÉRIE DEPOIS DE EPISÓDIO CONTROVERSO!

Capa da Publicação
Trata-se do episódio “Dirty Little Secret”, que ainda contou com a participação do vocalista da banda The All-American Rejects.
O grupo ativista americano One Million Moms publicou uma carta aberta para sensibilizar os produtores e investidores da série Preacher.
Eles alegam que o 10º episódio da série ultrapassou todos os limites aceitáveis e que o programa ridiculariza o cristianismo.
A intenção é que os publicitários retirem seus patrocínios ao canal e, assim, a série acabe cancelada… Mas será que isso não atrairá ainda mais curiosos? Confira a mensagem abaixo do grupo, abaixo:
Jesus não será ridicularizado!

A série da AMC, Preacher, é vendida como divertida nos comerciais, mas a realidade está bem longe disse. O programa cometeu blasfêmia contra o nome de Jesus, mostrando o filho de Deus como um pervertido sexual.

O episódio começa com uma cena de sexo extremamente gráfica e encerra com um descendente deficiente do Messias. Se a série fosse avaliada da maneira correta, perceberiam que ela não é apropriada para a televisão.

Preacher é mais uma tentativa de distorcer a verdade sobre o Cristianismo. Os sacrilégios mostrados zombam da religião e ridicularizam as pessoas de fé. Essa série sombria é capaz de embrulhar o estômago dos fiéis com seu conteúdo profano.

No episódio “Dirty Little Secret”, o protagonista, Jesse Custer, procura por Deus e acaba cruzando com o caminho da organização religiosa O Graal. A série decidiu mostrar 5 minutos de sexo gratuito entre Jesus e uma mulher casada. Eles são mostrados gemendo e gritando em várias posições em uma cena extremamente gráfica. A mulher diz para Jesus não se preocupar, já que seu marido ficará fora de casa por dias. Depois dessa maratona sexual, Jesus admite que era virgem e se arruma para partir. Ele é flagrado por seus discípulos e conta uma mentira para despistá-los.

Essa série já foi longe demais. A AMC cruzou uma linha inaceitável. Nem em um milhão de anos eles difamariam Maomé dessa mesma maneira, já que temem as represálias violentas.

Mas tudo isso é apenas o começo. A série ainda encerra mostrando um deficiente mental, que seria descendente de Jesus depois de uma série de relações incestuosas. Ele urina em Jesse Custer e depois mostra suas partes privadas.

A série Preacher incita o fanatismo e a revolta entre os cristãos. Por favor, tomem alguma atitude. Retirem seu apoio financeiro de Preacher.
O que acham? Será que a série passou dos limites?
Fonte: BleedingCool