Geeks e nerds podem sair empregados do Pixel Show 2018

Resultado de imagem para Pixel Show 2018

Parceria com o Trampos.co vai colocar criativos frente a frente com 30 empresas, entre agências, estúdios, produtoras e startups, durante o evento em São Paulo.

A chamada Economia Criativa, que engloba negócios ligados a design, games, comunicação, artes e publicidade vive um momento de expansão. Dentro deste cenário de produção e distribuição de bens e serviços criativos estão os Geek, Nerds e Freaks que deixaram de ser um nicho para se tornarem um mercado crescente e cada vez mais profissional. Este é um dos mais promissores setores da economia e movimenta cerca de R$ 18 bilhões por ano, segundo a Associação Brasileira de Licenciamento (Abral), impulsionando o licenciamento de marcas e personagens icônicos no País.
Com foco neste novo modelo econômico acontece entre os dias 10 e 11 de novembro, em São Paulo, a 14ª edição do Pixel Show, maior evento de criatividade da América Latina.  Este ano, uma das novidades do evento é a 1ª edição do Espaço RH, realizada em parceria com o Trampos.co. O objetivo é promover networking e “speed dating” com recrutadores de mais de 30 empresas, reconhecidas no mercado de diversos segmentos, mas que possuem a criatividade como core do seu produto ou serviço, realizando cerca de 90 entrevistas, durante os dois dias. Dentre elas estão nomes como: Omelete Company (empresa responsável pelo site Omelete, CCXP e GameXP), agências de publicidade, como Interbrand, Mutato, Cheil e w3haus, além das startups de base tecnológica como Farfetch, Easy Carros, Vtex, entre outras.

De acordo com os organizadores do evento, os irmãos Símon e Allan Szacher, a intenção do evento não é somente ser um encontro cultural, mas também instigar novos projetos, empreendedorismo e a comunidade artística como um todo. “Queremos fazer do evento, que reúne cerca de 40 mil criativos, profissionais liberais e amantes da arte, design, publicidade, música e games, um primeiro passo para a concretização de parcerias de sucesso. Por isso teremos a participação do Trampos.co para colocar criativos frente a frente com os recrutadores de agências, estúdios e empresas do mercado, elevando o potencial da indústria de cultura”, comenta Símon.  


Inédito: Espaço RH para estimular empregos

O espaço estará aberto nos dias 10 e 11 de novembro, das 10h às 21h. E contará com 6 estações para entrevistas, durante duas horas, cada empresa entrevistará 12 candidatos, onde o profissional e o empregador poderão se conhecerem melhor. “A ideia do Espaço RH Pixel Show & trampos.co surgiu para trazer a experiência que os profissionais já possuem online para o offline, e nada mais adequado do que nos unirmos ao Pixel Show, que é o maior evento voltado aos criativos e é referência em nosso mercado”, explica Tiago Yonamine CEO do trampos.co.

As inscrições para a feira de recrutamento são limitadas e os candidatos inscritos podem participar de entrevistas de até 10 minutos com a apresentação de seus currículos, portfolios e experiências. Mas aqueles que não conseguirem fazer uma entrevista durante o evento, é possível entregar seu CV e portfólio para que as empresas avaliem posteriormente.

Além de ser um ótimo setor para empreender, os profissionais “nerds” se destacam e possuem as características mais procuradas pelos empregadores como agilidade, independência e curiosidade. Segundo a Firjan, em 2017, o número de profissionais criativos formalmente empregados chegou a mais de 851 mil, no Brasil. 

De acordo com Yonamine, o mercado está aquecido e em 10 anos de atuação tem visto as vagas para o setor criativo crescerem ano após ano. “Com a transformação digital, que começou com startups e agora que se mostra presente nas grandes empresas, este mercado, que demanda profissionais das áreas criativas, tendem a crescer cada vez mais. E nossa expectativa é de gerar o maior número de contratações possíveis na feira. Estimamos 96 entrevistas ocorrendo durante o evento, e os participantes da Pixel que não conseguirem fazer uma entrevista no local, poderão deixar os seus dados para que possam participar dos processos de recrutamento futuros nas empresas”, afirma.

Em 2017, a feira movimentou cerca de R$ 15 milhões, em apenas dois dias, entre venda de produtos e serviços. A expectativa é que este ano esse percentual cresça em cerca de 10%. Além disso, terá 200 horas de conteúdo de cultura para um público estimado em 45 mil criativos de várias partes do mundo, nos dois dias de evento. 

Serviço
14º PIXEL SHOW - FESTIVAL DE CRIATIVIDADE  
10 e 11 de novembro de 2018, das 8h às 22h
Espaço Pro Magno – Casa Verde, São Paulo
Transporte gratuito a partir do metro Barra Funda
Mais informações: pixelshow.co
Entrada grátis – Feira de criatividade, SharpTalks e shows de música
Atrações pagas – Palestras da Conferência, workshops e teatro
Atração
Valor

Palestras da Conferência: auditório principal e salas temáticas – ingressos para os dois dias.

R$ 221,00
Ou
10 x R$ 22,10
Palestras auditório principal e salas temáticas, com entrada prioritária para a sala Voice – ingressos para os dois dias.

R$ 340,00
Ou
10 x R$ 34,00
Palestras auditório principal e salas temáticas, com entrada prioritária para salas “Empreendedorismo & Business” ou para “Tech & Inovação” – ingressos para os dois dias.
R$ 280,00
Ou
10 x R$ 28,00
Workshop – inclui material– ingressos por curso.

R$ 160,00
Ou
10 x R$ 16,00
Teatro de bonecos – Cia Pia Fraus– ingressos para única apresentação que será no domingo.
R$ 30,00 (inteira)
R$ 15,00 (crianças até 10 anos e idosos a partir de 60 anos)
Formas de pagamento: cartões de crédito e débito, paypal e boleto
Valores válidos até 17 de setembro

Sobre o Festival Internacional de Criatividade Pixel Show
O Pixel Show é o maior festival de criatividade da América Latina e acontece anualmente em São Paulo desde 2005, organizado pela Editora Zupi. Em 2018, o evento completa 14 anos de história com muita inspiração, inovação, networking e negócios realizados. O Pixel Show tem como tema central tendências, inspirações, cultura e economia criativa e discute temas atuais sobre arte contemporânea e o mercado de trabalho entre jovens e profissionais experientes. O festival é realizado com o apoio do ProAc e da Lei Rouanet e tem como patrocinadores: 3M, TNT Energy Drink, Leo Madeiras e Meio&Mensagem. O Festival conta com grandes nomes como co-curadores do Festival: Fernando Seabra (Business), Jason Bermingham & Simone Kliass (Voice), Ney Neto (Música) e Vanessa Queiroz (Arte & Design), além dos sócios Allan Szacher e Símon Szacher (curadoria geral). Em sua história, o Pixel Show já foi realizado também duas vezes em Porto Alegre, uma vez em Salvador e no Recife.